Database – Triggers – Oracle – Python

Publicado: 20 de julho de 2014 em Python

Uma Trigger ou gatilho é um tipo especial de procedimento armazenado (Stored Procedure) que executa automaticamente quando um evento ocorre no servidor de banco de dados. Gatilhos DML executam quando um usuário tenta modificar dados através de uma linguagem de manipulação de dados (DML). Eventos DML são INSERT, UPDATE, ou DELETE em uma tabela ou exibição. Esses gatilhos disparam quando qualquer evento válido é acionado, independentemente de haver ou não linhas da tabela afetadas.

As Triggers possuem muitas diferenças de sintaxe e funcionalidades de um banco de dados para outro, por exemplo Trigger que dispara o evento INSTEAD OF INSERT (ao invés de inserir) no banco de dados Oracle só pode ser declarada sobre uma VIEW enquanto em MSSQL Server pode ser declarada em uma tabela comum, o evento BEFORE INSERT (antes de inserir) existe nos bancos de dados Oracle e IBM DB2, mas não existe no MSSQL. Por este motivo é recomendado que você procure os links oficiais para saber mais detalhes sobre as Triggers.

Trigger - Python - Oracle

Trigger – Python – Oracle

Algo extremamente útil sobre Triggers

As Triggers foram regulamentadas na revisão da língua SQL em 1999 e passou a ser padrão em banco de dados relacionais, no entanto alguns bancos de dados vem atualizando estes recursos regularmente, por exemplo o Oracle utiliza Triggers que disparam por esquema (Schema-level triggers) desde a sua versão 9i, enquanto o MSSQL suporta trigger do tipo DDL, ou logon trigger apenas desde a versão 2008.

Muitos sistemas de grande porte como SAP e vários outros não utilizam triggers, principalmente sistemas que no qual rodam em diversos bancos de dados, estas são consideradas verdadeiras armadilhas por muitos DBAs, podem ser facilmente esquecidas na hora de alterações e se tornarem invalidas (Oracle), gerando assim muitos erros caso não haja uma boa politica de desenvolvimento e qualidade (testes unitários e integrados) antes de colocar as rotinas do sistema em produção. Mesmo as IDEs de estudios SQL já mudaram varias vezes a localização do node de triggers ao longo de suas versões para tentar facilitar a manutenção das mesmas.

As Triggers também devem ser desenvolvidas com cuidado sempre seguindo as melhores praticas, pois o desenvolvimento SQL é muito abrangentes e cheio de recursos, então é fácil extrapolar e criar triggers contendo cursores, stored procedures, rollbacks, acessos repetitivos, outras triggers, lembre-se da lei de Murphy, tudo que não pode ser escrito em uma trigger, será e isto reduz sensivelmente a performance de um sistema, sem contar com a complexidade do desenvolvimento, transformado seu desenvolvimento SQL em verdadeiros planos da ACME, lembre-se do coite que tentava incessantemente capturar o papa-léguas.

Cuidado com as Triggers

Cuidado com as Triggers

Nunca use Triggers para criar campos auto incremento para os códigos (ID), os bancos de dados possuem recursos específicos para este trabalho, o uso de triggers somente criará acessos e UPDATES desnecessários no banco de dados, além de reduzir a performance, imagine importar 10.000 linhas utilizando um Insert…Select, à partir de uma outra tabela ou arquivos externos, você efetuara um Select e um Update para cada registro se utilizar triggers, enquanto os bancos de dados contam com seus campos auto incremento que já nos permitem utilizar dados em massa e inserir as 10.000 linhas em um único acesso.

As Triggers também são um alto risco a segurança, é possível escalar privilégios e se tornar proprietário do banco de dados e do servidor SQL caso você insira um código mal intencionado em uma Trigger, exemplo: suponha que o usuário Jõao da Silva tenha diretos de Administrador do banco de dados,  se um desenvolvedor mal intencionado criar uma trigger DDL sobre o evento DELETE de uma tabela qualquer utilizando por exemplo a instrução: GRANT CONTROL SERVER TO BadUser; Quando o usuário João da Silva executar o procedimento que dispara a trigger o Grant será delegado ao usuário mal intencionado e os direitos aplicados a ele, enquanto ele mesmo não teria acesso para delegar tal direito, deste modo possibilitando que o desenvolvedor mal intencionado tome conta do servidor SQL, podendo fazer o que bem entender com os dados.

Security: http://msdn.microsoft.com/pt-br/library/ms191134.aspx

Exemplo:

Neste exemplo criamos uma funcionalidade similar do nosso exemplo anterior (Cursor), utilizando a mesma modelagem de dados, porem para executar este procedimento as tabelas DESCONTO e SALARIO devem estar vazias, o usuário entrará com o código do funcionário e a porcentagem do desconto e a trigger sobre a tabela DESCONTO se encarregara de criar o lançamento na tabela de SALARIO.

SQL

Oracle

create table Funcionarios(
  ID_Funcionario  NUMBER(5),
  Nome            VARCHAR2(30),
  Sobrenome       VARCHAR2(70),
  Cargo           VARCHAR2(30),
  Salario         NUMBER(9,2));

-- Cria Funcionarios
Insert into FUNCIONARIOS values (1,'Steve','Gates','Programador',2550.56);
Insert into FUNCIONARIOS values (2,'Bill','Jobs','Diretor',5143.71);
Insert into FUNCIONARIOS values (3,'Wozniak','Gates','Desenvolvedor', 4389.21);

-- Cria tabela com a porcentagem de descontos
Create table DESCONTO (
  ID_FUNCIONARIO NUMBER,
  PORCENTAGEM NUMBER(9,2));

-- Cria tabela de lançamentos de descontos
Create table SALARIO (
  ID_FUNCIONARIO NUMBER,
  DATA_LANC  DATE,
  VDESCONTO NUMBER(9,2));

-- Deleta dados antigos
-- Caso utlizou exemplos anteriores
delete from desconto;
delete from salario;

-- Cria trigger na tabela Desconto
create or replace TRIGGER DESCONTO_INSERT
   BEFORE INSERT ON DESCONTO
   FOR EACH ROW

   -- Declara variáveis
   DECLARE pID NUMBER;
           pSalario NUMBER(9,2);
           pPorcentagem NUMBER(9,2);
   BEGIN   

    -- Alimenta variáveis com os valores a serem inseridos
    pID := :new.ID_FUNCIONARIO;
    pPorcentagem := :new.PORCENTAGEM;

    -- Seleciona Salario do funcionario corrente
    Select SALARIO INTO pSalario FROM FUNCIONARIOS
    WHERE ID_FUNCIONARIO = pID;

    -- insere na tabela de lançamentos de salario
    Insert into SALARIO
     values (
             pID,
             SYSDATE,
             (pSalario * pPorcentagem)/100);

   END DESCONTO_INSERT;

Python

#!/usr/bin/env python
# -*- coding: latin-1 -*-
# Desenvolvimento Aberto
# TriggerOracle.py
 
# importa modulos
import wx
import wx.grid
import cx_Oracle
 
# Cria classe generica de uma WX.Grid
# A classe abaixo faz parte da documentação WXPython oficial
# Este trecho de código é util para manipular a grade
 
class GenericTable(wx.grid.PyGridTableBase):
    def __init__(self, data, rowLabels=None, colLabels=None):
        wx.grid.PyGridTableBase.__init__(self)
        self.data = data
        self.rowLabels = rowLabels
        self.colLabels = colLabels
 
    def GetNumberRows(self):
        return len(self.data)
 
    def GetNumberCols(self):
        return len(self.data[0])
 
    def GetColLabelValue(self, col):
        if self.colLabels:
            return self.colLabels[col]
 
    def GetRowLabelValue(self, row):
        if self.rowLabels:
            return self.rowLabels[row]
 
    def IsEmptyCell(self, row, col):
        return False
 
    def GetValue(self, row, col):
        return self.data[row][col]
 
    def SetValue(self, row, col, value):
        pass     


# Inicializa Grade
dados = []
colLabels  = []
rowLabels = ("1", "2", "3", "4", "5", "6", "7", "8", "9", "10")

# Cria conexão
def conectarORA():
    sconexao = "user/password@localhost/XE"
    try:
       con = cx_Oracle.connect(sconexao)
    except ValueError:
       tkMessageBox.showinfo(title="Menssagem", message="Erro de Conexão", parent=janela)
    return con

# Executa e retorna SQL
def retornaTabelaORA(sql, con):
     cursor = con.cursor()
     cursor.execute(sql)
     return cursor
        
def retornaDados(idfunc):
    # Cria conexão
    con = conectarORA()    
    # Envia dados a grid
    sql = "Select A.ID_FUNCIONARIO, " + "A.NOME, " + " A.CARGO, " + \
          " A.SALARIO, " + "B.PORCENTAGEM, " + "C.VDESCONTO, " + \
          "C.DATA_LANC,  " + "A.SALARIO - C.VDESCONTO AS SLIQUIDO " +\
          "from FUNCIONARIOS A, DESCONTO B, SALARIO C " + "Where " + \
          "A.ID_FUNCIONARIO = B.ID_FUNCIONARIO  AND " + \
          "A.ID_FUNCIONARIO = C.ID_FUNCIONARIO  AND " + \
          "A.ID_FUNCIONARIO = " + idfunc
    # retorna set de dados
    tabela = retornaTabelaORA(sql, con)

    # Retorna metadados da tabela
    for i in range(0, len(tabela.description)):
        colLabels.append(tabela.description[i][0])

    # Executa um fecth em todos os registros
    resultado = tabela.fetchall()

    # Popula dados
    for conteudo in resultado:
        dados.append(conteudo)

             

# Cria classe da grid
class SimpleGrid(wx.grid.Grid):
    def __init__(self, parent):
        wx.grid.Grid.__init__(self, parent, -1, pos=(5,90), size=(850,200))    
                         
 
# Cria formulario
class TestFrame(wx.Frame):
    def __init__(self, parent):
        wx.Frame.__init__(self, parent, -1, "Desenvolvimento Aberto - Triggers - Python", size=(900, 350))
        panel        = wx.Panel(self, wx.ID_ANY)
        label        = wx.StaticText(panel, -1, label='Oracle Database - Triggers ->', pos=(300,10))
        lfuncionario = wx.StaticText(panel, -1, label='Cod funcionario:', pos=(20,50))
        self.funcionario  = wx.TextCtrl(panel, size=(100, -1), pos=(120,50))
        lporcentagem = wx.StaticText(panel, -1, label='Porcentagem (%):', pos=(260,50))
        self.porcentagem  = wx.TextCtrl(panel, size=(100, -1), pos=(360,50))
        botao        =   wx.Button(panel, label="Inserir", pos=(480,50))
        botao.Bind(wx.EVT_BUTTON, self.botaoInserir)
        self.grid         = SimpleGrid(panel)

    #Insere dados e dispara trigger
    def botaoInserir(self,event):
        # Conecta e cria um cursor
        con = conectarORA()        
        cursor = con.cursor()
        # Insere clausula SQL
        sql = "insert into DESCONTO VALUES (" + self.funcionario.GetValue() + ", " + self.porcentagem.GetValue() + ")";
        # Executa e comita a transação
        cursor.execute(sql)
        con.commit()
        # Retorna set de dados
        retornaDados(self.funcionario.GetValue())
        # Limpa grade
        self.grid.ClearGrid()
        # Insere set de dados contidos em um tuplas
        tableBase = GenericTable(dados, rowLabels, colLabels)
        self.grid.SetTable(tableBase)
        # Atualiza grade
        self.grid.ForceRefresh()
        
        
# Inicializa a aplicação
app = wx.PySimpleApp()
frame = TestFrame(None)
frame.Show(True)
app.MainLoop()
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s