Arquivo de janeiro, 2014

Como aprender Java neste site?

Após instalar o Eclipse, no menu categorias clique em Java e vá para o primeiro post, cada post contem uma teoria e um código fonte, siga os em ordem decrescente ou seja do ultimo para o mais recente, o post mais antigo contem as primeiras lições e como usar a IDE Eclipse, continue acompanhando o site para se atualizar e aprender mais sobre Java.

O que é Java?

Java é uma linguagem de programação e uma plataforma de computação lançada pela primeira vez pela Sun Microsystems em 1995. É a tecnologia que capacita muitos programas da mais alta qualidade, como utilitários, jogos e aplicativos corporativos, entre muitos outros, por exemplo. O Java é executado em mais de
850 milhões de computadores pessoais e em bilhões de dispositivos em todo o mundo, inclusive telefones celulares e dispositivos de televisão

O Java permite reproduzir jogos on-line, bater papo com pessoas de todo o mundo, calcular juros de hipoteca e exibir imagens em 3D, entre outras coisas.

Como programar em Java gratuitamente?

Primeiro você precisa de um sistema operacional Linux, você pode utilizar qualquer distribuição, nossos exemplos são escritos utilizando o sistema operacional Ubuntu, é necessário instalar o Java Runtime para Linux e a IDE de desenvolvimento Eclipse ou Netbeans, neste site utilizamos a IDE Eclispe tanto para o saída no console quanto para Java Swing ou Java FX.

Instalar Ubuntu em uma maquina virtual: Ubuntu

Instalar Java Runtime:

  1. Inicie a maquina virtual e inicialize o Ubuntu
  2. Clique na barra lateral no ícone pesquisa de arquivos e digite: Terminal.
  3. No terminal digites os comando:
  4. sudo add-apt-repository ppa:webupd8team/java
  5. sudo apt-get update
  6. sudo apt-get install oracle-java7-installer

Instalar o Eclipse:

Eclipse IDE para Java EE Developers Linuxhttps://www.eclipse.org/downloads/?osType=linux&release=undefined

  1. Baixe o programa Eclipse.
  2. Clique na pesquisa de arquivos e digite: Terminal.
  3. Com o terminal aberto digite: cd Downloads
  4. Digite: ls para ver o nome do arquivo baixado
  5. Digite: tar xzvf nome do arquivo.
  6. Feche o Terminal e abra Arquivos, entre na pasta Downloads em seguida na pasta Eclipse.
  7. Clique no ícone eclipse.

Usando o Eclipse:

  1. Insira um nome para seu Workspace e clique no botão OK.
  2. Feche a janela Welcome.
  3. Clique no menu WindowsOpen PerspectiveJava ( ou espere até criar o projeto e uma janela o questionara, clique OK)
  4. Clique no ícone de novo projeto e escolha a opção: Project e selecione Java Project
  5. Na Janela de projeto preencha com o seguinte nome: HelloWorld.
  6. Clique em cima do nome do projeto com o botão direito,  no lado esquerdo da tela e selecione: NewClass
  7. Em Name preencha com: hello.
  8. Clique no checkbox: public static void main (String [] args).
  9. Clique em Finish.
  10. Use o código exemplo abaixo.
  11. Clique em Run (seta verde).

Exemplo:

Neste exemplo criamos um simples programa Hello Word.

Java


class Hello
{

public static void main(String[] arguments)
  {
      // A execução do programa começa aqui.
         System.out.println("Hello World Linux.");
   }
 }
Agora você pode usar todos os exemplos java que encontrar no site e poderá desenvolver em qualquer plataforma.
Anúncios

Na ciência da computação, máquina virtual é o nome dado a uma máquina, implementada através de software, que executa programas como um computador real, também chamado de processo de virtualização.

Uma máquina virtual (Virtual MachineVM) pode ser , definida como “uma duplicata eficiente e isolada de uma máquina real”. A IBM define uma máquina virtual como uma cópia isolada de um sistema físico, e esta cópia está totalmente protegida.

Máquinas virtuais são extremamente úteis no dia a dia, pois permitem ao usuário rodar outros sistemas operacionais dentro de uma janela, tendo acesso a todos os softwares que precisa.

Virtual Machine: Oracle Virtual Box

O que é Ubuntu?

Ubuntu é um sistema operacional desenvolvido pela comunidade Ubuntu, e é perfeito para laptops, desktops e servidores. Seja para uso em casa, escola ou no trabalho, o Ubuntu contém todas as ferramentas que você necessita, desde processador de texto e leitor de emails a servidores web e ferramentas de programação.

O Ubuntu é e sempre será gratuito. Você não paga por nenhum encargo de licença. Você pode baixar, usar e compartilhar com seus amigos e familiares, na escola ou no trabalho, sem pagar nada por isto.

Ubuntu: http://www.ubuntu-br.org/

Ubuntu 14.10 - Virtual Box

Ubuntu 14.10 – Virtual Box

Como Configurar a Maquina Virtual?

  1. Instale e abra o software  Oracle VM VirtualBox.
  2. Clique no botão novo.
  3. Preencha o campo nome com o nome e versão do sistema operacional baixado.
  4. Na opção tipo escolha: Linux.
  5. Na opção versão escolha: a versão do sistema operacional* adequado e clique em próximo.
  6.  Escolha o tamanho da memoria RAM, recomendado 521mb e clique em próximo (se possível utilizar 2Gb).
  7. Na opção disco rígido escolha: Criar um disco virtual agora  e clique em próximo.
  8. Na opção tipo de arquivo escolha: VDI  e clique em próximo.
  9. Na opção de armazenamento escolha: Dinamicamente alocado  e clique em próximo.
  10. Informe o nome desejado para o novo disco rígido e clique criar
  11. Agora você pode ver o nome do sistema criado com o status desligado.
  12. clique no sistema operacional e em configurações.
  13. Clique na opção: Armazenamento.
  14. Clique na opção: Controladora de IDE
  15. Clique no ícone em forma de DVD com um sinal de mais verde.
  16. Clique no botão escolher disco e escolha o sistema operacional baixado (.ISO do UBUNTU).
  17. Click no botão OK.
  18. Clique na seta verde: Iniciar.

Pronto a maquina Virtual ira iniciar e dar o boot no DVD virtual que criamos com o arquivo .ISO.


Erros Comuns – Maquina Virtual

* Um erro comum é não escolher o sistema operacional adequadamente, sendo que existe duas opções de instalação exemplo:

  • Ubuntu = 32bit (Ubuntu).
  • Ubuntu -64bit.

Caso confunda as versões na hora de definir o sistema operacional você será contemplado com a seguinte mensagem de erro:

“this kernel requires an x86-64 cpu but only detected an i686 cpu”

Configuração - Ubuntu - 64 bits

Configuração – Ubuntu – 64 bits

***** Se você não enxerga nenhum sistema operacional x64 no VirtualBox (imagem acima possui a opção correta para sistemas 64 bit):

Plataforma: Oracle Virtualbox  no Windows 8 atualizado e Windows 8.1:

Causa:

O pacote de atualização de vunerabilidade do Hyper-V: http://support.microsoft.com/kb/2893986/pt-br

Sintomas:

O Virtualbox não habilita os sistemas operacionais  x64 na lista de opções.

O Virtualbox não habilita configurar mais de um processador.

O Virtualbox desabilita a aba aceleração.

Motivo:

O Windows retem recurso do Hyper-V para si próprio desabilitando o uso em outros softwares como o Oracle VirtualBox Machine.

Correção:

Abrir o CMD (prompt de comando do DOS) como administrador e digitar o seguinte comando:

bcdedit /set hypervisorlaunchtype off

Reiniciar o computador.

Outros Possíveis Erros Oracle VM

  • Virtualização desabilitada na BIOS do computador.
  • Virtualização não suportada pelo computador.
  • Outros softwares de virtualização utilizando os recursos VT-X/AMD-V.

Para solucionar estes e outros erros consulte este link: Oracle VM Box FAQ.

Virtual Box User FAQ: https://www.virtualbox.org/wiki/User_FAQ


Como Instalar o Ubuntu?

Para quem ainda não conhece os atuais sistemas operacionais baseados em Linux com certeza deve ter ouvido sobre como é difícil executar uma instalação do mesmo. Prepare-se agora você vai testemunhar que isto não passa de um mito e melhor ainda, a instalação do Ubuntu é mais fácil e mais rápida do que instalar por exemplo o Windows 7 ou 8.

Se você seguiu os passos de como criar a maquina virtual você tem uma janela com o boot Ubuntu  carregado, caso queira instalar sem uma maquina virtual, inicie os passos aqui:

1 – Na tela de boas vindas, selecione o idioma para a instalação:

Idioma

Idioma

2 – Na preparação o instalador verificara os requisitos, caso tudo certo, clique em continuar:

Preparação

Preparação

3 – Escolha o tipo para sua instalação e clique em instalar agora:

Instalar

Instalar

4 – Confirme as partições e clique em continuar:

Partições

Partições

5 – Escolha o local da instalação e clique em continuar:

Localização

Localização

6 – Escolha o layout do teclado e clique em continuar:

Layout do Teclado

Layout do Teclado

7 – Escolha um usuário e senha para o sistema operacional e clique em continuar:

Usuário

Usuário

8 – Aguarde o termino da instalação:

Andamento

Andamento

9 – Não reinicie, desligue a maquina virtual pelo menu Maquina e modifique as configurações para excluir o ISO de boot do Ubuntu e religue a maquina virtual:

Deslique a Maquina Virtual e Exclua o ISO

Deslique a Maquina Virtual e Exclua o ISO

Obs: Não esqueça que você configurou um DVD virtual com a instalação do Ubuntu e o boot ira inicializar o instalador novamente, você precisa fechar a maquina virtual, clicar o no disco ISO criado, botão direito remover e iniciar o sistema outra vez.

Resolução WideScreen na Maquina Virtual:

Após a instalação completa da maquina virtual, você pode ver que a tela possui a uma resolução de 1024×768  mas para ajuste total da tela widescreen é necessário uma resolução de 1366×768, para mudar isso siga os seguintes passos:

  1. Abra  a maquina Virtual.
  2. Efetue login no Ubuntu.
  3. No menu dispositivos clique em:
  4. Instalar adicionais para convidado:

    Inserir imagem de CD

    Inserir imagem de CD

  5. Desligue a maquina virtual.
  6. ligue novamente já com o monitor widescreen.
Adicionais para convidados 14.10

Adicionais para convidados 14.10

IMPORTANTE:

Caso não obtenha uma resolução widescreen após instalar os adicionais para convidados de sua maquina virtual, significa que a versão do Virtual Box que você está usando não possui os adicionais para convidado correto para o Ubuntu 14.10, neste caso você não irá obter a resolução total da sua tela, para resolver o problema você precisa instalar a ultima versão dos adicionais de convidado para o Virtual box, abra o terminal e digite os seguintes comandos:

sudo apt-get update
sudo apt-get install virtualbox-guest-dkms
Adicionais Convidados 14.10

Adicionais Convidados 14.10

Escolha a opção Y para instalar a nova versão do pacote de adicionais para convidado da maquina virtual e reinicie seu computador. Para mais informações utilize o link abaixo:

Guest Additions Ubuntu 14.10: https://launchpad.net/ubuntu/+source/virtualbox-guest-additions-iso

Resolução da tela após atualizar o Ubuntu:

Após atualizar o Ubuntu em alguns casos você precisa reinstalar os adicionais para convidado do Virtual Box para que a resolução da tela volte ao formato widescreen, para isto siga os seguintes passos:

  1. Entre no dispositivo de media do Virtual Box:  /media/user/VBOXADDITIONS_x.x.xx.xxxxx
  2. rode o seguinte arquivo: sudo sh ./VBoxLinuxAdditions.run
  3. Reinicie o Ubuntu.

Parabéns e bem vindo ao mundo Linux.


O que fazer depois de instalar o Ubuntu?

Após instalar o Ubuntu talvez você queira saber mais sobre o que instalar e como programar para o sistema operacional Linux então você pode clicar aqui.

Comando FOR – Java, C++ e C#

Publicado: 30 de janeiro de 2014 em C#, C/C++, Java

Executa a declaração e expressão de laço repetidamente, até que a condição da expressão se torne falsa.

O FOR possui 3 parâmetros nem todos obrigatórios e escritos pela seguinte sintaxe:

FOR (parâmetro 1; parâmetro 2; parametro3)  {  conteúdo do laço; }

Sendo que:

Parâmetro1 = inicialização do laço, exemplo: int variável = 0;

Parâmetro2 = condição do laço, exemplo: variável < 100;

Parâmetro3 = incremento ou decremento do laço, exemplo: variável++; ou variável–;

Um erro muito comum é escrever comandos da categoria laços com uma condição infinita, um laço interminável não permite que o compilador termine o conteúdo do comando.

No exemplo a seguir vamos criar uma simples tabuada:

Java

import java.io.Console;
import java.util.*;

public class Cad {

public static void main(String[] args)

{

int numeros = 0;
for  (numeros=1; numeros<=10; numeros++)
{
System.out.println("Tabuada: 1 x "+ numeros + " = " + 1*numeros);
}
}
}

C++

#include "stdafx.h"
#include <iostream>

using namespace std;

int _tmain(int argc, _TCHAR* argv[])

{

int numeros = 0;

for (numeros = 1; numeros <= 10; numeros++)

{

cout << "Tabuada: 1 x " << numeros << " = " << 1 * numeros << "\n";

}

cout << "\n";

system("pause");

return 0; }

C#


using System;

using System.Collections.Generic;

using System.Linq;

using System.Text;

using System.Threading.Tasks;

namespace ConsoleApplication25 {

class Program

{

static void Main(string[] args)

{

int numeros = 0;

for (numeros =1; numeros <=10; numeros++)

{

Console.WriteLine("Tabauda: 1 x " + Convert.ToString(numeros)+ " = " +

Convert.ToString(numeros *1));

}

Console.ReadKey();

}

}

}

Exercício use o for para imprimir no console os seguintes desenhos usando o caractere “*”:

Desenho 1:
***********
**********
*********
********
*******
******
*****
****
***
**
*

Desenho 2:
*****
****
***
**
*
*
**
***
****
*****
Procure outros desenhos e saiba mais sobre ASCII art em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/ASCII_art

Introdução a Algoritmos

Publicado: 30 de janeiro de 2014 em Algoritmo

Um algoritmo é uma sequência finita de instruções bem definidas e não ambíguas, cada uma das quais pode ser executada mecanicamente num período de tempo finito e com uma quantidade de esforço finita.

O conceito de algoritmo é frequentemente ilustrado pelo exemplo de uma receita culinária, embora muitos algoritmos sejam mais complexos. Eles podem repetir passos (fazer iterações) ou necessitar de decisões (tais como comparações ou lógica) até que a tarefa seja completada. Um algoritmo corretamente executado não irá resolver um problema se estiver implementado incorretamente ou se não for apropriado ao problema.

Um algoritmo não representa, necessariamente, um programa de computador , e sim os passos necessários para realizar uma tarefa. Sua implementação pode ser feita por um computador, por outro tipo de autômato ou mesmo por um ser humano. Diferentes algoritmos podem realizar a mesma tarefa usando um conjunto diferenciado de instruções em mais ou menos tempo, espaço ou esforço do que outros. Tal diferença pode ser reflexo da complexidade computacional aplicada, que depende de estruturas de dados adequadas ao algoritmo. Por exemplo, um algoritmo para se vestir pode especificar que você vista primeiro as meias e os sapatos antes de vestir a calça enquanto outro algoritmo especifica que você deve primeiro vestir a calça e depois as meias e os sapatos. Fica claro que o primeiro algoritmo é mais difícil de executar que o segundo apesar de ambos levarem ao mesmo resultado.

O conceito de um algoritmo foi formalizado em 1936 pela Máquina de Turing de Alan Turing e pelo cálculo lambda de Alonzo Church, que formaram as primeiras fundações da Ciência da computação.

Nível: Undergraduate.

Língua: Inglês.

Aulas: 24

Duração: Aproximadamente 20 horas.

Curso completo e material:http://ocw.mit.edu/courses/electrical-engineering-and-computer-science/6-006-introduction-to-algorithms-fall-2011/index.htm

Condição IF e ELSE – Java

Publicado: 29 de janeiro de 2014 em Java

IF é um dos comandos mais comuns e um dos mais importantes na programação, este comando é responsável pelas tomadas de decisões, existe praticamente em todas as linguagens, antigamente este comando era conhecido como “se-então-senão” ou “if-then-else” mas as linguagens mais modernas substituirão o “então” pelo símbolo “{}” (colchetes), se a condição puder ser executada por apenas uma linha de comando então não é necessário usar o colchete.

Imagine o seguinte cenário: um de nossos colaboradores está autorizado a fazer um tipo de empréstimos na folha de pagamento, mas o empréstimo é habilitado apenas se o ganho mensal não ultrapassar R$ 1000,00.

Assim devemos verificar o valor do salario e exibir uma mensagem referente ao empréstimo.

JAVA

import java.io.Console;

import java.util.*;

public class Cad {   


public static void main(String[] args) {


int codigo = 461012;

String nome = "Mario Pereira Araujo";

Boolean ativo = true;

Double salario = 1556.0;


System.out.format("O Conteudo de codigo é: %d%n", codigo);

System.out.format("O Conteudo de nome é: %s%n", nome);

System.out.format("O Conteudo de ativo é: %b%n", ativo);

System.out.format("O Conteudo de ativo é: %4.2f%n", salario);

System.out.println("\n Digite o valor do desconto : ");


Scanner pergunta = new Scanner (System.in);


String desconto = pergunta.nextLine();

salario = salario - Double.parseDouble(desconto);

System.out.format("Valor do salario liquido %4.2f\n", salario);


if (salario >= 1000)

{  System.out.println(nome+": emprestimo desabilitado"); }

else

{  System.out.println(nome+": emprestimo habilitado"); }


}
}

Condição IF e ELSE – C#

Publicado: 29 de janeiro de 2014 em C#

IF é um dos comandos mais comuns e um dos mais importantes na programação, este comando é responsável pelas tomadas de decisões, existe praticamente em todas as linguagens, antigamente este comando era conhecido como “se-então-senão” ou “if-then-else” mas as linguagens mais modernas substituirão o “então” pelo símbolo “{}” (colchetes), se a condição puder ser executada por apenas uma linha de comando então não é necessário usar o colchete.

Imagine o seguinte cenário: um de nossos colaboradores está autorizado a fazer um tipo de empréstimos na folha de pagamento, mas o empréstimo é habilitado apenas se o ganho mensal não ultrapassar R$ 1000,00.

Assim devemos verificar o valor do salario e exibir uma mensagem referente ao empréstimo.

C#

using System;

using System.Collections.Generic;

using System.Linq;

using System.Text;

using System.Threading.Tasks;

namespace ConsoleApplication23 {

class Program

{

static void Main(string[] args)

{

int codigo = 461012;

String nome = "Mario Pereira Araujo";

Boolean ativo = true;

Double salario = 1556;

Console.WriteLine("Este e um int-> " + Convert.ToString(codigo));

Console.WriteLine("Este e um string-> " + Convert.ToString(nome));

Console.WriteLine("Este e um boolean-> " + Convert.ToString(ativo));

Console.WriteLine("Este e um double-> " + Convert.ToString(salario));

Console.WriteLine("");

Console.WriteLine("Digite o valor do desconto : ");

String desconto = Console.ReadLine();

salario = salario - Convert.ToDouble(desconto);

Console.WriteLine("Valor do salario liquido " + Convert.ToString(salario));

if (salario >= 1000)

{  Console.WriteLine(nome+": emprestimo desabilitado"); }

else

{  Console.WriteLine(nome+": emprestimo habilitado"); }

Console.ReadKey();

}

}

}

Condição IF e ELSE – C++

Publicado: 29 de janeiro de 2014 em C/C++

IF é um dos comandos mais comuns e um dos mais importantes na programação, este comando é responsável pelas tomadas de decisões, existe praticamente em todas as linguagens, antigamente este comando era conhecido como “se-então-senão” ou “if-then-else” mas as linguagens mais modernas substituirão o “então” pelo símbolo “{}” (colchetes), se a condição puder ser executada por apenas uma linha de comando então não é necessário usar o colchete.

Imagine o seguinte cenário: um de nossos colaboradores está autorizado a fazer um tipo de empréstimos na folha de pagamento, mas o empréstimo é habilitado apenas se o ganho mensal não ultrapassar R$ 1000,00.

Assim devemos verificar o valor do salario e exibir uma mensagem referente ao empréstimo.

C++


#include "stdafx.h"

#include <iostream>   // habilita I/O entrrada e saída neste caso habilita o cout

#include <string> // habilita a manipulação de strings usado no comando cout

using namespace std;

int _tmain(int argc, _TCHAR* argv[])

{

int codigo = 461012;

char* nome = "Mario Pereira Araujo";

bool ativo = false;

double salario = 1556;

double desconto = 0;

printf("Este e um int\t-> %d\n", codigo);

printf("Este e um char\t-> %s\n", nome);

printf("Este e um float\t-> %d\n", ativo);

printf("Este e um float\t-> %4.2f\n", salario);

cout << "\n Digite o valor do desconto : ";

cin >> desconto;  salario = salario - desconto;

cout <<"\n";

printf("Descontado: %4.2f\n", desconto);

printf("Valor do salario liquido %4.2f\n", salario);

if (salario >= 1000)

{   cout << nome;   cout << ": emprestimo desabilitado\n\n";  }

else

{   cout << nome;   cout << ": emprestimo habilitado\n\n";  }

system("pause");

return 0;

}

Executar comandos Shell em C#

Publicado: 28 de janeiro de 2014 em C#

O C# permite executar uma linha de comando usando o namespace  System.Diagnostics que contêm tipos que permitem interagir com processos do sistema, logs de eventos e medidores de desempenho. Os namespaces filho contêm tipos para interagir com ferramentas de análise de código, oferecer suporte a contratos, estender o suporte em tempo de design para a instrumentação e monitoramento de aplicativos, registrar dados de eventos usando o subsistema Rastreamento de Eventos para Windows (ETW), ler e gravar logs de evento, coletar dados de desempenho e ler e gravar informações de símbolos de depuração.

O Método Process.Start (String) inicia um recurso do processo especificando o nome de um documento ou um arquivo de aplicativo e associa o recurso com um novo componente de Process.

using System;
using System.Collections.Generic;
using System.Linq;
using System.Text;
using System.Threading.Tasks;

namespace ConsoleApplication1{ 
  
class Program { 

    static void Main(string[] args) {

          System.Diagnostics.Process.Start(@"C:\\Windows\\notepad.exe");
          // ou System.Diagnostics.Process.Start("Shutdown", "-f -s");
    }
  }
}

Executar comandos Shell em Java

Publicado: 28 de janeiro de 2014 em Java

Em Java precisamos ficar atento aos caminhos de diretórios(paths) pois entende que um caractere precedido por uma barra invertida (\) é uma sequência de escape e tem um significado especial para o compilador.

Cada aplicação Java tem uma única instância de classe Runtime que permite que o aplicativo faça a interface com o ambiente em que o aplicativo é executado. O tempo de execução de corrente pode ser obtida a partir do método getRuntime.
Um aplicativo não pode criar a sua própria instância dessa classe.

O comando Exec executa uma sequência de caracteres especificada em um processo separado.


import java.io.*;

import java.nio.file.Path;

import java.nio.file.Paths;

import java.util.*;

public class Cad

{

public static void main(String[] args)

{

String comando ="C:\\Windows\\notepad.exe";

Path caminho   = Paths.get(comando);

try

{

Runtime.getRuntime().exec("cmd /c "+ comando);

}

catch (IOException e)

{

System.out.println("erro");

e.printStackTrace();

}

}

}

Executar comandos Shell em C++

Publicado: 28 de janeiro de 2014 em C/C++

O C++ permite executar uma linha de comando usando a função SYSTEM que está na biblioteca   padrão de C (stdlib.h) e de C++ (cstdlib).

#include "stdafx.h"

#include <stdlib.h>

int _tmain(int argc, _TCHAR* argv[])

{

system("Color 17");

system("dir c:");

system("pause");

return 0;

}