NetWeaver 7 – Flight Model – introdução ao Database – Mini SAP.

Publicado: 20 de fevereiro de 2014 em Abap

O FLIGHT MODEL (modelo de vôo) é a base de exemplos da documentação do NetWeaver  7- ABAP.

O modelo de vôo é baseado no modelo de dados BC_TRAVEL, que você pode visualizar em seu sistema usando o Modelador de Dados.

Para quem já tem uma certa intimidade com banco de dados irá notar de primeira que o Data Modeler é uma ferramenta DER de fazer inveja aos usuários  que utilizam as ferramentas default de diagrama do ORACLE e MSSQL Databases.

O DATA MODELER (Modelador de Dados) é uma ferramenta gráfica e parte da gama de ferramentas do Web Dynpro. Usado para modelar dados e fornecer suporte eficiente para uma série de tarefas de desenvolvimento centrais.

datamodeler

Atualmente não há nenhuma interface de usuário para testar os cenários da aplicação de dados de vôo, usaremos as tabelas do FLIGHT MODEL em nossos exemplos para aprender como funciona a interação com o banco de dados, seus comandos, funções,  BAPIs e outras funcionalidades.

Dados do Flight Model

O NetWeaver 7 proporciona um ambiente de desenvolvimento para aplicações SAP, e por padrão existem 3 mandantes criados automaticamente em um sistema SAP. Todas as configurações inicias e dados contidos nas tabelas de exemplos estão dentro do mandante 000, entretanto você precisa criar um mandante adequado para desenvolvimento, e você pode criar uma copia do mandante 001 que também é um mandante padrão. A SAP aconselha criar os mandantes 200 e 210 para os ambientes de desenvolvimento.

Você encontra instruções de como utilizar clientes nos links abaixo:

Entendendo os Mandantes.

Criando Clientes de Desenvolvimento.

Importar dados do Flight Model.

 

Modelo de Voo

A partir do modelo de dados do voo SAP, as tabelas a seguir são de interesse para esta aplicação: Scarr (companhias aéreas), SPFLI (horários de vôos), SFLIGHT (vôos), SBOOK (reservas de voos), SCUSTOM (clientes voo), SFLCONN (conexões de vôo) , SFLCONNPOS (segmentos de rota de conexões de vôo), SFLTRIP (viagens de vôo), SFLTRIPPOS (passageiros viagem voo) e SFLTRIPBOK (números de reserva para viagens de voo).

Existe uma tabela no Dicionário ABAP contendo os dados das entidades correspondentes (versões do tipo de entidade) para cada tipo de entidade.

As Tabelas mais importantes do modelo de vôo são:

  •  T000:Tabela Cliente
  •  SCURX: Moedas (chave: chave da moeda)
  •  SBUSPART: parceiro de negócios (chave: cliente, número de sócio)
  •  STRAVELAG: Agências de viagens (chave: cliente, número de viagens agência)
  •  SCUSTOM: Clientes (chave: cliente, número de cliente)
  •  Scarr: Carriers (chave: cliente, identificação do operador)
  •  SCOUNTER: balcões de vendas (chave: cliente, transportadora ID, número de balcão de vendas)
  •  SPFLI: Programação de vôo (chave: cliente, transportadora ID, número de conexão)
  • SFLIGHT: Voos (chave: cliente, transportadora ID, número de conexão, data do vôo)
  • SBOOK: reservas de voo (chave: cliente, transportadora ID, número de conexão, data de vôo, reserva de número, número de cliente)

Para Acessar o Data Modeler

  • Digite a transação SD11.
  • Em Modeling object, digite: BC_TRAVEL.
  • Clique no botão Display .
  • Quando exibido o modelo de dados, na barra de ferramentas clique em Graphics.

Para Acessar as Estruras das Tabelas

  • Digite a transação SE11.
  • Em Database Table, digite o nome de uma das tabelas do modelo, exemplo: SCUSTOM.
  • Clique no botão Display.

Para Acessar os Dados das Tabelas

  • Digite a transação SE16
  • Em Table Name, digite o nome de uma das tabelas do modelo, exemplo: SCUSTOM.
  • Na barra de ferramentas, clique no ícone Table Contents ou pressione F7.
  • Na tela de seleção escolha a pesquisa mais adequada e clique no ícone Execute ou pressione F8.

Relacionamento entre as Tabelas

Tabela SBUSPART contém todos os parceiros de negócios de uma transportadora. Um parceiro de negócios é identificado pelo seu número na tabela. Os dados da pessoa de contato para o parceiro de negócios também é armazenado.

Um parceiro de negócios pode ser uma agência de viagens ou um cliente (por exemplo, empresa que freqüentemente marca vôos diretamente com a operadora).

Dados diferentes são necessários para estes dois tipos de parceiros de negócios. Os dados de uma agência de viagens é armazenado em STRAVELAG e os dados para um cliente na tabela SCUSTOM . Existe , portanto, uma entrada com a mesma chave em qualquer STRAVELAG ou SCUSTOM para cada entrada na tabela SBUSPART .

Tabela Scarr contém os IDs e nomes dos portadores. Cada transportador tem um número de ligações . Essas conexões de vôo são armazenados na tabela SPFLI . Tabela SFLIGHT contém os dados do voo concretos para cada conexão. As reservas podem ser feitas para cada voo na tabela SFLIGHT. As reservas feitas para cada voo são inseridos na tabela SBOOK.

As operadoras têm balcões de venda em aeroportos. Estes balcões de venda são inseridos na tabela SCOUNTER.

O número de cliente ou o número de agência para a qual foi feita a reserva é armazenada na tabela SBOOK para cada reserva. Se o cliente marcar seu vôo diretamente no balcão , o número do contador também é inserido nos dados de reserva na tabela SBOOK.

Exercício:

Analise e entenda o  o modelo de dados no diagrama de dados (DATA MODELER), Analise e entenda a estrutura das tabelas e seus campos no Dicionário ABAP, o mandante 001 não contem dados inseridos nas tabelas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s